Pelo menos 51 crianças na sua maioria raparigas foram raptadas por terroristas, anunciou, hoje, a Save the Children, uma ONG inglesa. Os raptos ocorreram desde Maio de 2020.

A análise baseia-se em dados recolhidos pelo projecto de registo de conflitos ACLED e em depoimentos de pais que tem seus filhos desaparecidos, uma ocorrência que é cada vez mais comum desde que a insurgência iniciou em Cabo Delgado.

“Pelo menos 51 crianças, a maioria raparigas, foram raptadas por grupos armados insurgentes na província nos últimos 12 meses”, sendo que “os números refletem apenas os casos reportados, estimando-se que o balanço real de raptos de crianças seja muito superior”, lê-se em comunicado citado pela Lusa.

De acordo com publicação do jornal Correio da Manhã, há duas datas específicas em que o desaparecimento de crianças foi mais notada.  Nos dia 07 de Janeiro e 09 de 20 Junho foram raptadas 31 pessoas e alguns pescadores foram decapitados.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here