O grande opositor de Vlademir Punin, Alexei Nalvany, passou vários meses na Alemanha para cumprir tratamento após envenenamento. Nalvany decidiu voltar a Rússia este domingo onde foi preso logo na sua chegada em Moscovo.

De acordo com Lusa, o Ministério dos Negócios Estrangeiros português apelou esta segunda-feira à libertação imediata do opositor russo Alexei Navalny por a considerarem injusta.

Além de Portugal, Estados Unidos da América, França e Alemanha defendem a mesma causa.
A justiça russa o acusa de ter se ausentado do país enquanto tinha orientação de não permanecer na Rússia devido a um processo sobre fraude que enfrentou em 2014.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here